Páginas

Translate

* Um texto que fala de uma linda cor: A DOAÇÃO...



Larissa, 6 anos de idade, uma criança muito esperta!



Tudo seria perfeito na vida desta pequena menina, se não fosse o sério problema que ela tinha no coração!



Certo dia, enquanto brincava com suas bonecas, Larissa virou-se para a mãe e perguntou:



- Mamãe, como os médicos vão fazer para sarar meu coração?



A mãe responde:



- Filha, não há como curar esse seu coraçãozinho! Temos que achar um outro que não esteja doente e colocar no lugar do seu!



- Mas mãe, onde vamos achar outro coração?



A mãe fica em silêncio durante alguns segundos e diz:



- Filha, pegue duas bonecas e dois caroços de feijão.



A filha faz o que a mãe pede e entrega a ela.



- Agora sente-se aqui, vou explicar pra você!



A menina senta-se ao lado da mãe, esta coloca o feijão no peito de cada uma das bonecas e explica:



- Olha filha, esta boneca aqui é você!



Esta outra, é uma pessoa que você não conhece!



A pessoa que você não conhece, foi chamada para morar com Papai do Céu, assim como sua avó foi, quando você ainda era um bebê.



Então a mãe termina de explicar para a filha, simulando com as bonecas e os caroços de feijão, como seria o transplante...



- Agora pegamos o coraçãozinho desta pessoa e colocamos no lugar do seu, entendeu, minha filha?



- Sim, mamãe! Então é fácil, né?



A mãe silencia e começa a chorar!A filha pergunta à mãe:



- Mamãe, por que está chorando? Não é só fazer a troca?



- É que tenho medo de te perder, minha filha!



A menina dá um abraço na mãe e diz:



- A Senhora não vai me perder, eu te amo, você mora no meu coração, mesmo se trocarem ele, eu prometo que vou aprender a te amar com o outro!



Pois bem pessoal, isso não aconteceu, pois Larissa veio a falecer na fila de espera de transplantes!



A narrativa acima é fictícia, mas para que isso não venha a acontecer na vida real, autorize seus familiares a doarem seus órgãos!



Você pode fazer com que outra pessoa continue amando com o seu coração, batendo no peito dela!




Pergentino Junior

http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/1907128


Nota do Autor:Este texto está aberto para cópias, pois trata-se de uma espécie de conscientização.Caso seja de seu interesse divulgá-lo em seu trabalho, em sua escola ou mesmo sua comunidade, esteja à vontade.

Um comentário:

  1. Triste e belo esse conto do Pergentino!Infelizmente,uma dura realidade!Bjs,

    ResponderExcluir

Que bom ver vocês por aqui!beijos,chica