Páginas

Translate

* A Rosa, o Tempo e as Pétalas


 

A Rosa, o Tempo e as Pétalas
Absurdamente bela, tão bela
A rosa
A rosa e o tempo
Que vela
Pela alma tão serena
Incerta
No sopro do vento
Balançam pétalas e medo
Em ermos sentidos
Num rochedo
Num mergulho
Num vento
Num tempo
A rosa sem perfume
Sem pétalas
Bela
Absurdamente bela



2 comentários:

  1. Olá Chica, primeiro agradecer sua visita e fragrância de seu sentimetno em coment proposto por Andréia. Obrigado.
    Já o post arrebatou-me à Antologia Poética de Vinicius de Moraes, com a Rosa de Hiroshima, que resnaceu em pétalas.

    Beijos amiga com muitas bençãos,

    Alôha,

    Hod.

    ResponderExcluir
  2. Chica , adorei o seu blog. Mil cores dão vida em abundância e os textos são ótimos. Eliete

    ResponderExcluir

Que bom ver vocês por aqui!beijos,chica