Páginas

Translate

* Descobrindo as asas coloridas...



Aqui, uma amostrinha em lindos versos, como as cores da vida podem ser vistas, podems ser sentidas...(Chica)


Havia aquela borboleta na noite escura...

Triste, olhos postos no chão...

Uma alma abandonada de si mesma!

Meus olhos nunca haviam contemplado até aquele momento criatura mais infeliz!

A árvore em que ela se encontrava comungava com essa dor que era toda dela...

A lua se escondera há tempos e no céu só uma luz negra...

O reflexo da dor intensa da minha amiga borboleta!

Eu já me sentia parte dela... Sua dor percorria minhas entranhas e fui a seu encontro...

Uma nova visão me fez parar de súbito: Eu também era uma borboleta...

Os raios da noite por um momento breve incidiram sobre mim e vi-me: Asas verdes de um tom escuro que me pareceram ser de uma lagarta!

Eu estivera em um casulo? Se... O porquê dessa escuridão por horas, dias ou anos (foram 47)?

Então... Sem ter as respostas... Uma luz me ofuscou

- Eu acabara de descobrir que a vida podia ser bela e eu tinha asas para voar!!!

Crys Cerqueira

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/cryscerqueira

Um comentário:

  1. Oh, minha amiga! ficou lindo texto com seus toques de cores... Um cheiro em tua alma de poeta! Crys Cerqueira.

    ResponderExcluir

Que bom ver vocês por aqui!beijos,chica